Monthly Archives: Setembro 2014

FÓRUM SETEMBRO

 

 

Entrar na escola com o pé direito

Dia de alegria para uns e de receio para outros, o início do ano escolar envolve sempre sentimentos intensos que mexem com o bem-estar dos mais pequenos. O diálogo e a presença dos pais são fundamentais para que os filhos vivam este momento com confiança. Desafiámos os pediatras Mário Cordeiro e Maria do Céu Machado e a psicóloga infantil Alcina Rosa a responder às principais dúvidas dos pais. Para que o seu filho comece o ano com o pé direito. E você fique mais descansado…

Como devo preparar o meu filho para o primeiro dia de aulas?

A terapeuta Alcina Rosa aconselha os pais «a valorizar a escola no diálogo com os filhos, mostrando-lhes que o que lá se ensina é importante para compreender o mundo onde vivemos. Podem contar um episódio agradável de quando foram alunos, para inverter um sentimento negativo, explicando-lhes que a ansiedade e a expetativa são naturais em situações de mudança». Por outro lado, Maria do Céu Machado, pediatra, alerta para a importância de «adquirir o material escolar antecipadamente», já que os atrasos podem deixar as crianças mais ansiosas.

É aconselhável acompanhá-lo à escola?

«As mudanças físicas são sempre fatores de stress. Por isso, os pais devem acompanhar a criança quando inicia o ensino pré-escolar, o básico e o segundo ciclo. O início de ciclo tem sempre atividades relacionadas com os pais. É importante que participem. Do segundo ao sexto ano, os pais devem levá-la à porta da escola, mas não têm de entrar», considera Alcina Rosa. Ao chegar ao sétimo ano, adverte, «a presença exagerada da família começa a ser um fator de constrangimento perante os colegas. A criança pensa que os pais não têm confiança nela e isso não é positivo».

Devo falar sobre a escola no quotidiano?

A psicóloga clínica aconselha «a manifestar interesse pelo dia a dia do filho na escola e pelo seu desempenho. Perguntar-lhe como correu o dia, ver como é o relacionamento com os colegas e a aprendizagem. Há também que lhe criar o gosto pela exigência». «Não o censurar ou castigar se teve uma nota menos boa, mas perguntar-lhe se ficou contente com o resultado, identificar o que esteve errado e encontrar formas de melhorar», sublinha ainda.

Como posso ajudar o meu filho a ultrapassar a timidez?

«É necessário perceber as razões. Se é porque é mais alta do que as colegas ou tem uma característica diferente, tem de lhe transmitir a ideia que isso é uma qualidade e não um defeito», refere Alcina Rosa. «Deve evitar estabelecer muitas comparações, em especial repetitivas e negativas», afirma. 

 «Explique-lhe que, apesar das dificuldades, ela consegue concretizar determinada tarefa, desde que tenha autoconfiança e se esforce um pouco mais», exemplifica ainda.

Em que circunstâncias devo procurar ajuda especializada?

«Quando sente que não está a ser capaz de lidar com a situação. Nestes casos, o professor também pode ser posto ao corrente da situação», indica. Como posso ajudar o meu filho a relacionar-se bem com os colegas? Se a criança tem dificuldade em integrar-se num grupo, a psicóloga clínica sugere que tente «perceber porque se sente incomodada. Se é porque não consegue desenvolver uma brincadeira, há que ensiná-la a fazer. Os pais podem ainda promover os encontros com os colegas».

E como deteto situações de agressão?

«Se a criança, de repente, se mostra agressiva e nervosa são sinais de alerta. Uma vítima fora de casa torna-se, geralmente, uma agressora em casa e vice-versa», considera Alcina Rosa. «No caso de agressão verbal, deve demonstrar-lhe que as palavras feias que ouviu não são um insulto em relação a ela, mas reveladoras da falta de educação dos outros. No caso da agressão ser física, deve envolver a escola», refere ainda.

 

Este mês proponho-vos uma reflexão/debate sobre o tema

O REGRESSO ÀS AULAS,

pesquise ou identifique conselhos, dicas e truques relacionados com o inicio do ano escolar.

Participe e desenvolva, no seu ponto de vista o tema exposto a debate. Se desejar, apresente exemplos representativos do que pretende ilustrar.

Para participar basta clicar em INSERIR COMENTÁRIO, não esquecendo de indicar o seu nome e turma para que o seu contributo seja avaliado. Os vossos comentários serão primeiro sujeitos à aprovação do professor pelo que podem não ficar imediatamente disponíveis.

Cotação: 20% da média da Unidade em estudo.

Aguardo as vossas participações com expectativa, o vosso contributo é muito importante para o sucesso deste fórum.

Bom trabalho e um bom Fórum para todos!

Rita Lourenço

Anúncios