Fórum do mês de fevereiro – O papel do pai na gravidez

Father-holds-newborn-008

“Vou ser pai, e agora? Os 9 meses da gravidez são tempos intensos, de grande alegria e expectativa, mas também de grande mudança na vida de um homem – e de medos, apreensão e inquietações. Ter a responsabilidade sobre outro ser humano, que vai nascer, transforma-nos e faz-nos olhar o mundo de outra maneira, refazendo as prioridades. Pensar que esse bebé é nosso filho, nosso prolongamento, nossa paixão é quase demolidor”.

A gravidez é uma situação que envolve não apenas a mulher mas também o seu companheiro e o meio social. Em relação à gravidez e ao nascimento, embora ambos sejam estados e eventos fisiológicos da mulher, a maior parte dos homens sentem-se profundamente envolvidos com o nascimento dos seus filhos.

A presença do pai na sala de partos é de grande utilidade pois permite estreitar os laços mais íntimos, consolidando a união familiar e proporcionando bem-estar à grávida.

O momento do parto, não é apenas o final da gravidez, mas é também o início real e físico da paternidade. Os primeiros minutos e horas depois do parto, são importantes para o desenvolvimento do papel de mãe e de pai. Porque são capazes de sentir que o filho realmente lhes pertence e vice-versa.

Esta atividade de Fórum permite debater e abordar novas ideias, visa o desenvolvimento e a discussão de temas atuais, relacionados com os temas propostos nas Unidades, no âmbito da formação.

Participe e desenvolva, no seu ponto de vista, o tema exposto a debate. Se desejar, apresente exemplos representativos do que pretende ilustrar. Pode ainda comentar as participações dos colegas.

O post de cada formando não deve exceder a pág. A4 e deve ser submetido até ao final da semana. A sua participação conta 20% para a avaliação da Unidade.

Para participar basta clicar em Inserir Comentário/Deixe um resposta, não esquecendo de indicar o seu NOME e CURSO para que o seu contributo seja avaliado. Os vossos comentários serão primeiro sujeitos à aprovação do professor pelo que podem não ficar imediatamente disponíveis.

Aguardo as vossas participações com expectativa, o vosso contributo é muito importante para o sucesso deste fórum!

Não se esqueçam que também poderão contribuir enviando um tema/texto por email para ser publicado e comentado pelos colegas.

Anúncios

31 thoughts on “Fórum do mês de fevereiro – O papel do pai na gravidez

  1. È muito importante o parceiro estar presente no nascimento da ciança.
    Eu sou mãe de um casal e o meu marido me tem ajudado muito com os meus filhos mesmo quando eles nasceram ele me ajudou e me deu muito apoio para mim foi muito importante para mim ainda hoje ele me ajuda em tudo o que for preciso.

  2. Quando um homem decide ser pai ele passa por um período que exige uma série de adaptações e mudanças psicológicas, biológicas e sociais para assumir este novo papel em sua vida com a chegada de um filho. Além dos vínculos emocionais, o papel do pai é de extrema importância no que diz respeito ao desenvolvimento do filho nos aspectos social, cognitivo e linguístico. A participação do pai na gestação reflecte directamente na forma como será a sua relação com o seu filho no decorrer de diferentes momentos ao longo da vida. Nos últimos anos, de acordo com o especialista, os futuros pais já não são tão distantes quanto antigamente. Alguns homens chegam a apresentar sintomas da gravidez, como enjoo e ganho de peso. O futuro pai tem um papel importante também no que toca ao apoio a futura mamã pois este terá que eventualmente suportar algumas crises emocionais. Quem acompanha a gravidez de perto também poderá apresentar uma postura mais pró-activa em relação aos cuidados com o bebé após o nascimento. Embora a parte fisiológica da mulher dite a sua proximidade com o bebé porque é ela que o carrega e que o dá à luz, o homem também poderá participar nesse processo para se sentir útil e mais próximo do seu futuro filho e isso também irá impulsionar positivamente a relação com a sua companheira oferecendo um óptimo ambiente e tranquilidade para o nascimento do bebé.
    Raquel Monteiro, Educação Infantil, EL6786R

    1. Concordo com o que a Raquel Monteiro disse. O pai, apesar de não estar a carregar o filho terá um papel importante no desenvolvimento do filho tanto na educação, cuidar dele nos primeiros anos de vida, ajudar a mãe nas pequenas tarefas domésticas para não sobrecarregá-la tanto.
      Atualmente o pai tem tantos direitos e deveres como a mãe, nomeadamente nos dias de gozo da parentalidade. A educação dum filho é para a vida e não só nos primeiros anos de vida e como a criança se irá desenvolver e ser educada depende de ambos os pais e do ambiente familiar e social em que a criança está inserida,

      Cláudia Silva EL6948R

    2. Concordo com a Raquel Monteiro.O pai é tão importante na vida do seu filho com a mãe .O pai por não carregar o filho nove meses na barriga ,não quer dizer que não sinta o mesmo impacto ,carinho ,afecto,amor etc. Lógico que a mãe sente isso de maneira diferente tem o bebe no seu ventre enquanto o pai sente isso do lado de fora mas também com emoção ,quando o casal decidem ter um ou mais filhos claro que tem que ser as coisas bem planeadas ,porque a vida vai dar uma volta grande , vão ter de partilhar as tarefas , e coisas que qualquer casal ja faz embora as tarefas sejam a dobrar por exemplo :dar banho ao bebe ,leva-lo a creche,ir buscar,dar-lhe o banho, amamentar etc. Para isso tem que se planear bem as coisas ,mas o pai tem um papel muito importante na vida dos filhos desde que começam a ser gerados no ventre da mãe ate ao fim da vida de cada um .

      ISABEL DOMINGUES,Educação Infantil,EL6806R

  3. Segundo artigo de 2010, da Associação Americana de Psicologia, as memórias de uma relação calorosa com o pai durante a infância estão diretamente relacionadas com a capacidade para enfrentar o stress do dia a dia. Como mostra essa investigação, o pai desempenha um papel fundamental na saúde mental dos seus filhos, e isso é visível na idade adulta.
    Os homens que relataram ter mantido uma boa relação com o pai durante a infância tendem a ser menos impulsivos na forma como reagem aos problemas do dia a dia do que aqueles que relataram relações mais pobres.
    ((Fonte:http://www.semprefamilia.com))

    O pai tem um papel mesmo muito importante na gravidez da mulher, principalmente para a apoiar e dar forças num momento tão duro e emocionante!
    Ainda não tive filhos mas pelo que acompanho conheço apenas uma mãe que dizia poder sentir-se incomodada ao ser observada naquele momento… Regularmente as mulheres gostariam de ser acompanhadas na hora do parto e isso torna-se um papel importante do pai, já que vai ajudar muito a mãe.
    A mulher por norma é mais carente nesta etapa, assim como tem mais desejos a vários níveis, e o homem deve tentar satisfazer as necessidades da mulher grávida…
    Mas não é só para a mãe grávida que o pai é importante!… pois o filho já sente dentro da barriga e vai adorar sentir todo o apoio e carinho do pai… Dentro e fora da barriga!
    Depois do nascimento a necessidade de ajuda do pai aumenta, pois também é nessa altura que se desenvolvem mais laços com o bébezinho, mais interação, mais intimidade, entre outros…
    Para finalizar estas minhas palavras deixo um video que mostra a opinião de um pai em relação ao acompanhamento da gravidez da mulher.
    Desculpem estar em brasileiro! Mas não encontrei um melhor em português.

    Diana Oliveira Curso PuericulturaEL7020S

    1. O pai tem um papel muito importante nesta gravidez, durante e depois do nascimento do bebé.
      Após do nascimento o pai tem muito cargo a fazer

  4. O pai tem um papel importante e activo na gravidez, durante e depois do nascimento do bebé.
    O pai deve estar envolvido desde o momento que saiba que vai ser pai, para poder acompanhar o crescimento e desenvolvimento do bebé. Indo assim a consultas e exames com a mãe, caso seja o primeiro filho deviam ir dois a aulas de grupo para preparação do nascimento do bebé, fazendo com estes se sinto mais preparados e confiantes, para esta nova face da vida deles.
    O futuro pai tem um papel muito importante no que toca apoiar a futura mamã, pois ela na gestação passa por uns períodos de instabilidade emocional. Só o simp0les fato de ele chegar a casa do trabalho e tocar na barriga da mãe e falar com o bebé, fará que esta se sinta acarinhada, protegida, e também que o bebé vá reconhecendo a voz do pai. Mas o pai também precisa de carinho,atenção e de se sentir compreendido.
    Deviam ser ambos a fazer a mala do bebé que vai ser levada para a maternidade, a decidirem qual a primeira roupa a ser utilizada e se o pai quer ou não assistir ao parto para que no dia não seja tomada uma decisão em cima da hora. O caso de ambos se conseguir entender e chegar sempre a um consenso das coisas, terá perpuções na futura educação do bebé.
    Caso o pai no inicio tenha alguns medos em fazer alguma coisa, não podemos partir logo para o tu não queres fazer ou não sabes fazer, pois este pode estar nervoso o que é normal, pois é uma grande responsabilidade.

    Joana Antunes, Educação Infantil, EL6866R

  5. O papel do pai é bastante importante no sentido em que o pai é uma peça fundamental no crescimento da criança desde o inicio ate ao crescimento da mesma, isto porque toda a criança sente o que se passa cá fora. Nesse sentido o pai aquando o bebe já se encontra cá fora tem o papel fundamental de auxiliar a mãe no sentido em que a mãe por vezes encontra-se muito fragilizada e também porque o próprio bebe precisa do pai presente.

    Marlene Santana, Educação Infantil, el7325s

    1. Por acaso tens razão que pai tem estar presente. Pois tem estar presente aqui e agora para acompanhar o seu filho ao logo do seu crescimentos e também para e por ver o seu filho a desenvolver se como por exemplo dar os primeiros passos sua longa caminhada na vida do bebé.

  6. Mónica curso de puericultura EL6714R
    Na verdade a paternidade deve ser duna momentos mais importantes na vida de um homem é de uma mulher, pois é algo que lhes pertence que acaba de nascer e pelo qual lutaram para que o nascimento dele corre-se da melhor maneira.
    Ainda não fui mãe na acho que é de extrema importância a presença do pai na sala de partos, para que a mãe se sinta segura, sinta que tem algo a presença da pessoa que a faz feliz e que estará sempre lá para ela e para o bebê.
    Naquele momento o pai deve sentir uma emoção tão grande de poder ver o seu bebê a vir ao mundo, de ser das primeiras pessoas a poder pegar lhe. Mas sabemos que a partir daquele momento tudo muda que a responsabilidade de ser pai é muito grande tem que se estar lá sempre que ele precisar enquanto não souber alimentar caminhar falar. Um pai deve acompanhar todos esses passos importantes, como, as primeiras palavras os primeiros passos. E mais tarde poder aconselha-lo sobre o bem e o mal. É sem dúvida dos momentos mais importantes na vida de um homem.

  7. Erika costa Curso Puericultura El6139P

    Primeiramente uma casal tem que fazer planos ,pois tudo planejado e conversado fica mais fácil ,pois o homem tem que querer ser pai e a mulher ser mãe .
    O o pai tem um papel muito fundamental como na gravidez ,durante e depois do nascimento do bebé ,durante a gravidez ficamos as vezes deprimidas sentido sozinha ,passando alguns mal ,após o nascimento na sala de parto e muito importante o pai estar presente e uma sensação de segurança ,carinho ,família que sentimos .
    Pai ser pai são para pouco agora dizer tenho filho são para muitos pois, Pai ,cuida ,dar carinho não deixa nada faltar ,faz escolhas ,acompanha em medico e no período escolar ,estar atento nas mudanças, no comportamento faz de tudo e mas que pode para estar sempre com o filho não mede a consequência para esta junto etc ,isso sim e Pai .
    O papel de pai e muito importante para um filho sendo ele menino ou menina e um vinculo e uma forma um jeito que o pai tem que ver que e muito diferente do nosso mãe ,estão e um a forma totalmente inversa ,que somente o Pai sabe .
    Agora deixo um pedacinho de uma canção que meu filho cantou para o pai dele nos dia dos pais e nos emocionou :
    “O meu pai e meu melhor amigo ,o meu pai anda junto comigo ,e atardinha logo de manhã vamos ver as ondas do mar ,e a tarde vamos pintar o meu pai e meu melhor amigo .

  8. O pai tem um papel muito importante e ativo na gravidez e depois do nascimento do bebé. É necessário que o pai esteja presente desde os primeiros dias no desenvolvimento e crescimento do bebé, desde ir a consultas e exames da mãe, participar em aulas de grupo de preparação para o nascimento de forma a que a cada dia que passe se sinta mais familiarizado e preparado.
    O futuro pai tem um papel importante também no que toca ao apoio à futura ma~e pois este terá que eventualmente suportar crises de choro, ansiedade, instabilidade emocional, pois os primeiros tempos são complicados.
    E fundamental a presença do pai em toda a vida da criança desde que descobre que vai ser pai, falarem sobre o parto, as consultas, o acompanhamento tudo é fundamental, pois a criança não e só da mãe porque esta a carrega na barriga, mas sim uma responsabilidade dos 2.

    Carina Carreira, Educação Infantil EL6960R

  9. Boa tarde! Na minha opinião, o papel de pai é sempre fundamental, não só durante a gravidez como em todo o percurso que vai vivendo ao longo da sua vida. Pelo o que estudei na Unidade 7, o companheiro pode ajudar a sua esposa com inúmeros exercícios e tarefas que contribuem para uma correta gravidez. É sempre um desafio que nos permite exprimir vários sentimentos, como a alegria ou a emoção. Pois, tanto a mãe como o pai, sentem algo que nunca tinham sentido antes. Infelizmente, existe situações que acabam por não ser aproveitas por esta dádiva de ser pai/mãe. Ser pai/mãe pode ser maravilhoso, porém, ganhamos mais responsabilidade e obrigações que temos que cumprir para que a criança tenha um bom desenvolvimento. 🙂

  10. O pai tem um papel muito importante e ativo na gravidez e depois no nascimento do bebé. É necessário que o pai esteja envolvido desde os primeiros dias do desenvolvimento e crescimento do bebé, indo a consultas e exames com a mãe, participando nas aulas de grupo de preparação para o nascimenjto de forma a que cada dia este sinta mais preparado. Só o simples facto do pai chegar a casa e tocar, acariciar a barriga da mãe, falar com o bebé, faz com que a mãe se sinta acarinhada e o próprio bebé vai sentir esse carinho por parte do pai. Nos ultimos anos, de acordo com os specialistas, os futuros pais não são tão distantes como antigamente, devido a mudanças sociais que influenciou o papel de ambos os generos na sociedade. Hoje eles fazem tudo em conjunto.

    Cristina Marvanejo, puericultura

  11. Na minha opinião o pai deve acompanhar a mãe desde o primeiro momento, indo as consultas, as aulas de preparação (porque estas não são só para as mães), dando apoio psicológico e também nas tarefas como por exemplo preparar a mala para a maternidade, entre outras. O pai deve dar mimos ao seu filho mesmo na barriga da mãe, falando por exemplo (sei que pode parecer absurdo um pai ouvir isto mas sim é verdade os bebés conseguem reconhecer a voz de cada um e ganhar afecto). Na hora de ir para a maternidade o pai deve acompanhar a mãe e apoia-lá nesta hora, até mesmo participar no parto se ambos concordarem, e porque não ser o pai a cortar o cordão umbilical (é uma memória que o pai nunca vai esquecer). Pai não é só quando o bebé nasce.
    Tânia Oliveira educação infantil EL7058S

  12. Boa tarde,

    De acordo com o tema exposto este mês, tenho a refletir que nos dias de hoje não se discute mais a participação do futuro pai na gravidez da mulher; aliás, diria que é imprescindível e necessário.
    Além de companheiro e marido/namorado, existe um papel fundamental de suporte para com a mulher. O pai precisa ter consciência de seu papel, de que é mais importante que o médico, de que é o verdadeiro companheiro da mulher. Desde atender às suas necessidades e, por vezes, aos seus desejos. Tudo isto de forma a ajudar a mulher a ultrapassar uma etapa que é estranha para ambos.
    Durante a gestação passamos por inúmeras transformações físicas e psicológicas. Desde os enjoos à indisposição, à preguiça e até ao mau humor. Por isso, é que às vezes choramos, outras vezes rimos. Isto pode deixar o pai confuso, inseguro ou até ciumento, mas o segredo é ter paciência e compreensão.O pai,no entanto, também sofre também grandes alterações, embora sejam apenas de teor psicológico e emocional.
    O seu papel é principalmente ajudar e apoiar a mulher em tudo aquilo que ela precisar. Durante a gravidez, a emoção de saber que dentro de nós existe um pedaço das nossas vidas, do nosso corpo, do nosso sangue, da nossa descendência, é algo indescritível e este momento deve ser vivido a dois.O pai deve desde o início acompanhar a mãe às consultas médicas, transmitindo assim, mais confiança e tranquilidade à mãe. Deve também estar preparado para responder a todos os desejos que a mulher tiver e deve estar pronto a ouvir e a compreender todos os seus medos ou receios .
    Nesta fase da vida, de mudanças, é essencial que o pai esteja presente, ajude em tudo o que for necessário e dê carinho e atenção. Assim, a mulher ficará mais confiante, com menos receios e a relação entre marido e mulher será fortalecida com o nascimento desta nova vida.
    Durante e após o parto, é igualmente importante a presença do pai, para que esse suporte e esse amparo da mulher sejam ambos assegurados, pois são as duas alturas em que a mulher está mais frágil e que necessita acima de tudo que alguém esteja atento ao seu bem-estar, bem como do bebé. Dito isto, tenho como exemplo o meu companheiro que nunca me deixou de apoiar nem de seguir a gravidez da nossa filha, sempre com grande atenção e preocupação para connosco.Todo este apoio fez-me sentir mais segura e confiante, podendo este sentimento ser transmitido de formal natural à nossa bebé.

  13. Elisabete Valente, aluna Puericultura (EL7097S)

    O papel do pai é tão importante como o papel da mãe desde o momento em que se descobre que se está a procriar um ser. São muitos os medos, incertezas que os pais ganham nesta primeira fase (gravidez), mas são sempre os pais que dão o seu ar de fortes e que dão o maior apoio que a mulher pode ter para passar por estas mudanças todas que o seu corpo, o psicológico e o campo emocional que esta sofre.
    O pai também é aquele pilar que sonha que o filho o veja como um ídolo e um exemplo a seguir o que aumenta a sua responsabilidade e a sua exigência em nunca falhar.
    Cada vez mais vemos o pai a ter um papel bastante activo na vida do seu filho

  14. O pai têm um papel tão importante como a mãe desde o momento em que descobrem que vão ser pais. São muitos os medos, as incertezas que ambos sofrem quando descobrem que vão ser pais, mas depois o homem mostra sempre o seu lado mais forte e ajuda a sua mulher a ultrapassar estes receios e até mesmo as mudanças que o seu corpo, as mudanças emocionais inconstantes.
    O pai é aquele pilar que quer que o filho o veja como um exemplo e como um ídolo, o que faz com que o pai ainda tenha uma maior responsabilidade e que seja mais exigente consigo próprio.
    Felizmente os pais estão cada vez mais activos na actividades diárias com as suas crias o que faz com que aumente os seus laços com as crianças

    Elisabete Valente, aluna Puericultura, EL7097S

  15. O nosso companheiro tem um papel fundamental em todo o periodo da gravidez, primeiro porque está em causa o nosso bem estar, o quanto ele fica recetivo e feliz com a gravidez influencia muito na nossa felicidade.A participação dele nas nossas rotinas enquanto gravidas como por exemplo ir as consultas , escolher o enxoval, tudo isso são pormenores de grande importancia pra nos sentirmos mais seguras e felizes, mas ressalto também que nesta parte nós companheiras temos um pouco a responsabilidade de não deixarmos o nosso companheiro de parte em todas estas decisões, pois na minha opinião as vezes o companheiro pode achar que a companheira passa a dar mais atenção ao bebé e acham que nos esquecemos dele e é importante nós acarinharmos nosso companheiro neste sentido. Acho que pro pai vai se dividindo em fases, inicialmente vem a preocupação financeira, mas depois com as ecografias e o ouvir o coraçãozinho do seu filho a bater o pai passa a sentir realmente a paternidade, pra não falar de quando o bebe começa a mexer .Acho também que a participação do nosso companheiro desde o inicio vai fazer com que futuramente os nossos filhos vão formando uma noção do verdadeiro e real significado do papel do homem e isso vai influenciar muito na formação dos nossos filhos enquanto adultos nas decisões deles. Maria Silva , curso de Educação Infantil, EL7173S

  16. O papel do pai é muito importante durante a gravidez e depois porque quando o pai se envolve nesse processo a mãe também sente-se mais segura mais confiável e minimiza o medo dos risco na gravidez e no parto porque os dois estão junto um encorajando o outro e os dois sentindo medo junto. É durante a gravidez que cria-se a relação pai e filho indo nas primeiras consulta deixando se envolver acariciar a barriga da mãe conversa com o filho ainda no ventre da mãe mostra esse querer essa vontade e alegria de o ter faz com que a criança seja uma criança feliz e adorável demonstrando que só recebeu amor, Uma gravidez em que existe o envolvimento do pai se torna mais alegre pois durante a fase da gravidez a mulher stressa-se com maior facilidade e é preciso que esteja o esposo do seu lado mostrando comprienssão e afecto que estão juntos que se importa além de que isso fortalece a relação pai e filho. Considero que os pais além de sentirem-se obrigado sintam-se no direito de acompanhar a mulher desde a gravidez até a gestação porque esses são momentos único entre os três também acho que os país deveriam aproveitar mais a gravidez curtir os filhos desde a gravidez não é só espera que o bebe nasça para curti-lo para criar a relação pai e filho é necessário que está relação provenha desde o seio materno.

    Francisca M. Luciano
    Educação infantil EL6739R

  17. A gravidez é um caminho longo a percorrer para os futuros papás.Hoje em dia a gravidez já não é assunto de mulheres e são cada vez mais os homens que vivem intensamente as gravidezes das companheiras.E é assim que deve ser.A gravidez torna-se uma experiência muito mais agradável quando os pais se envolvem de forma mais ativa na gravidez.O pai deve ser compreensivo pois durante a gravidez a mulher está sujeita a muitas alterações quer hormonais quer físicas.Faz parte do papel do pai estar presente a ouvir as queixas de dores de costas ,pés inchados falta de posição na cama etc. Deve o pai estar presente nas consultas exames médicos as aulas de preparação para o parto,as fases de desenvolvimento do bébé.Deve ajudar a mulher para que ela descanse o mais possível.Deve o pai ser ativo ajudar a escolher o nome do bébé ,as roupas a decorar o quarto etc.Tudo isto é uma aventura que começa a dois e acaba a tres ou mais..PARA RECOMEÇAR SEMPRE A TRES OU MAIS .Se possível e de acordo o pai deve assistir ao parto e cortar o cordão umbilical.Este é um momento inesquecível para ambos.É também importante que o pai possa passar a primeira noite no hospital com a mãe e o novo bébé,pois será a primeira noite com vários e novas experiências,sendo muito bom para os tres ou quatro.

  18. Papel dos pais durante a grevidez

    O papel dos pais O Papel dos Pais na Gravidez

    O papel dos pais durante e depois da gravidez, é bastante importante tanto para mulher como para bêbe.
    Sabemos que a mulher durante a gestação tem que passar por inúmeras transformaçõe fisica e psicológicas e necessita de apoio e atençõ do seu companheiro ou esposo . O pai por sua vez , sofre tambem grandes alterações,medos responsabilidades , embora sejam apenas emocionais e psicologicas, todas estas transformaçõs devem ser partilhadas para bem estar de todos e especial ao bêbe.
    Muita das vezes os pais não conhecem os seus papaeis o que dificulta o seu envolvimento isso acontence , por falta de conhecimento ou nos outros casos por pensarem que émeramente o dever da comphareira ou da esposa de cuidar de tudo.Por isso , torna- se importante que os pais procurem informações sobre os seus papeis,aconpanhando as suas esposas nas consultas pré-natais , ouvir os conselhos médicos.
    O aconpanhamento dos pais durante e após a gravidez , propociona ao bêbe um desenvolvimento emocional estável , pois ao ouvir a voz do pai ainda dentro do útero familiariza -se – á com ela e cria laços de amizade que virão- se fortalecer após o nascimento.
    É importante que o pai esteja presente no parto, participar activamente no processo do parto como colocar a máscara de oxigénio na sua esposa , quando for necessário , cortar o cordão umbilical. Isto ajuda a compreender o quanto a mulher sofre ao dar a luz e dai possa respeitar a sua esposa e a criança.
    Os pais devem se fazer presentes, envolverem se mais nas tarefas do dia a dia em casa, devem tambem serem mais senciveis , carihosos e antesiosos. Participarem activamente na escolha do enxoval, decoração do quarto tambem faz parte do seu envolvimento.
    Após o nascimento, muitas vezes as mulheres deixam o papel de esposa de lado, dedicando se totalmente a maternidade , isto nao deve acontecer pois o marido sente-se isolado e esquecido e muitas vezes com ciúmes pelo simples facto de nao ter mais atenção especial da parte da esposa, por isso e importante que, mesmo após o nascimento da criança, a mãe e o pai possam ter , pelo menos um dia por semana um momento a dois.

    Isabel Tembe Chissano
    Curso de Educacao Infantil
    El1015
    e depois da gravidez

  19. Nem sempre um homem tem grande ideia do que aí vem quando passa a ser pai pela primeira vez. Esta é uma abordagem engraçada que pode mostrar ao seu companheiro e divertir-se com ele enquanto a lê. Ser pai também tem brilho!

    A partir do momento que uma mulher lhe anuncia a sua gravidez, ela passa a ser o centro da atenção, não o homem. Habitue-se.
    Quando o bebé nascer, quer a mãe, quer o bebé, necessitam de atenção. Afinal, preparou-se durante nove meses para não ser o centro das atenções.
    A sua casa passa a ser mais pequena, e será sempre pequena, e se sugerir outra coisa, é sinal que o seu cérebro está a ficar pequeno.
    Está preparado para fazer da sua mãe e pai, avós pela primeira vez? Prepare-se para algumas reações menos populares. Se for um pai jovem, dê aos seus pais algum tempo para se habituarem à ideia.
    A sua mulher irá querer ter um parto na água, irá querer um parto com uma parteira, irá querer um médico, não irá querer uma epidural, ela irá gritar por uma epidural, a cesariana parece uma boa opção, mas na hora pode ser uma grande má ideia. Irá concordar sempre com todas as ideias.
    As aulas de preparação para o parto não parecem ter qualquer utilidade, mas esteja sempre presente na mesma.
    O olfato da sua companheira estará tão sensível, que irá estar tentado a levá-la a farejar trufas. Nunca o sugira.
    Saiba que não é realmente o treinador. Dir-lhe-ão que é o treinador, mas a realidade é que está na hora de se calar e deixá-la terminar e ganhar o jogo.
    Terá menos dinheiro e não comprará roupas para si, pelo menos durante um ano. Considerará deixar a TV por cabo, e nunca poderá comprar uma nova TV 3D. Mas haverá sempre dinheiro para um berço, um carrinho, equipamento para o carro e várias roupinhas coloridas de todos os formatos para o bebé.
    Está na hora de levar o carro à revisão, depois poderá não haver dinheiro nem tempo.
    Durante a primeira semana depois de a sua mulher sair do hospital, aprenderá a comer pizza diariamente.
    Anuncie o parto a todos, será das muitas raras vezes em que as pessoas ficarão genuinamente felizes pela sua sorte.
    Irá segurar o bebé de forma incorrecta, mas segure-o na mesma.
    Na altura em que mudar a segunda fralda, parecerá a coisa mais normal do mundo.
    Durante o parto não irá desmaiar, isso é só nos filmes.
    Cuidado com a palavra “Nós”. Jamais diga coisas como “nós nem sentimos as dores do parto”.
    Haverá um dia em que o seu filho será um herói. Aprecie-o, pois não durará.
    As contracções são coisas estranhas, e a probabilidade de acontecerem como aprendeu nas aulas de preparação para o parto é ínfima. Quando a sua companheira lhe disser que está na hora de ir para o hospital, é porque está na hora de ir para o hospital.
    Quando a sua mãe lhe disser que amamentar faz descair as mamas, que os bebés apenas necessitam de comer de 4 em 4 horas, e que se pegar no bebé sempre que ele tiver uma crise de choro, ele nunca será uma pessoa independente, não acredite nela.
    Durante a segunda semana depois de o bebé chegar do hospital, irá aprender a gostar de pizza todos os dias.
    Irá ficar espantado com o quanto consegue funcionar com tão pouco sono.
    O seu filho ou filha irá ser “o melhor” durante muito tempo, a sua vez irá chegar muito mais tarde.
    Ninguém sabe porque é que os bebés usam tantas peças de roupa, especialmente quando não praticam grandes actividades.
    É perfeitamente normal estar a olhar para um bebé a dormir durante horas, e até é normal fotografar ou gravar em vídeo o bebé a dormir durante horas.
    Qualquer que seja a má fase que o seu filho ou filha esteja a passar, irá sempre encontrar uma solução. Contudo, quando a encontrar, ele ou ela, estará numa outra fase ainda mais confusa.
    Tudo o que pensa que o vai enjoar e aterrorizar não vai: cocó de bebé, comida, vómito, xixi de bebé – tudo na sua roupa.
    Durante o segundo mês do bebé em casa, ainda comerá pizza diariamente.
    Sexo com uma grávida é bom, apenas não grave nada, para mais tarde recordar.
    E ainda dentro do tema do sexo, durante o próximo ano tente pensar mais em amor do que em sexo.
    O seu filho irá querer conduzir um camião dos bombeiros, não o tente imitar.
    Evite falar sem parar sobre o seu bebé. Terá muito tempo em casa para falar sobre isso.
    Se a sua mulher se queixar de dores do parto não pergunte “Tens a certeza?”. Vá buscar o médico.
    A coisa mais surpreendente que pode sair da sua mulher durante o parto são os insultos que ela lhe fará a si e à sua mãe.
    Depois do parto, haverá um dia em que terão uma saída romântica apenas os dois, e a meio da saída, ela começará a sentir saudades do bebé. Não se preocupe que isto não durará para sempre.
    Irá ouvir muitas vezes dos seus amigos pais “isso passa”.
    Depois de receber todos os familiares para visitar o novo bebé, irá começar a perceber as séries cómicas de TV sobre famílias e bebés.
    Não tem de estar na sala de partos. Também não tem de esperar que a sua mulher lhe dirija a palavra durante muito tempo.
    Não, não poderá trocar presentes do bebé nas lojas de bricolage.
    Poderá provar o leite materno, mas isso não significa que goste dele.
    O único peso que poderá controlar será o seu.
    É fantástico estar grávida – durante as duas primeiras semanas. Depois da omnipresente, dos testes genéticos, das aulas de preparação para o parto, irá viver cheio de ansiedade e de exaltação para o resto da vida. Dê um grande beijo aos seus pais, aprecie-os.
    Perceberá porque é que existem pais que passeiam o carrinho do bebé nos centros comerciais.
    6 meses depois do parto irá estar à espera que a sua vida sexual seja animada e volte ao mesmo, com alguma sorte ela estará a pensar em fazer amor e não sexo.
    O seu bebé irá ser melhor que qualquer bebé do mundo.
    Um bebé muda tudo, mas não é essa a ideia?

  20. O papel do pai durante abgravidez é principalmente ajudar e apoiar a mulher em tudo aquilo que ela precisar. O pai deve desde o inicio acompanhar a mãe às consultas transmitindo assim, mas confiancça e tranquilidade. Deve tambem estar preparado para responder todos os desejos que a mulher tiver e deve estar pronto a ouvir e compreender todos os medos ou receios da mulher.
    Nesta altura de mudanças, é essencial que o pai esteja presente, ajude em tudo o que for necessario e dê carinho e atenção. Assim, a mulher ficará mais confiante , com menos receios e a relacao entre marido e mulher será fortalecida com o nascimento desta nova vida.
    Carla veiga, Educação infantil, EL7050S

  21. O pai tem um papel muito importante e ativo na gravidez e depois do nascimento do bebé. Muitas das vezes estes são descorados do seu papel sendo colocados no secundário quando muitas das vezes estes tem também o papel principal, pois de um momento para o outro estão envolvidos num novo mundo encontrando-se em adaptação e necessitando de todo o apoio possível.

    É necessário que o pai esteja envolvido desde os primeiros dias no desenvolvimento e crescimento do bebé, indo a consultas e exames da mãe, participando em aulas de grupo de preparação para o nascimento de forma a que a cada dia este se sinta mais preparado .
    Puericultura EL6352P

  22. O papel de pai na gravidez é importante É necessário que o pai esteja envolvido desde os primeiros dias no desenvolvimento e crescimento do bebé, indo a consultas e exames da mãe, participando em aulas de grupo de preparação para o nascimento de forma a que a cada dia este se sinta mais preparado .
    e dar muita atençao ha mulher quando chega a casa do trabalho para ela se sentir confiante.

  23. Encerramento do Fórum.

    Caros alunos e alunas,
    Gostei muito das vossas participações no Fórum/Blog deste mês.
    Os vossos comentários, foram muito enriquecedores, ponderados e devidamente fundamentados, especiais, cada um em particular. Apresentaram exemplos, críticas, e opiniões pertinentes. Mostram o vosso interesse e conhecimento sobre o tema apresentado.
    Todos cumpriram os objetivos propostos de refletir sobre esta temática do âmbito do nosso curso.
    Gostaria de relembrar que o fórum está aberto à participação dos alunos, não só nos comentários, como também na elaboração de artigos ou escolha de temas. Fico a aguardar a vossa contribuição.

  24. Quando um homem decide ser pai ele têm que ter consciência que é muito importante estar presente no nascimento do bebé e apoiar em tudo o que a mãe precisar ajudar nas tarefas domésticas e ajudar em tudo em tudo que se necessitar para criar o seu bebé. O pai deve desde o início acompanhar a mãe às consultas é importante que o pai esteja sempre presente para a mãe e para o bebé dar sempre atenção carinho e amor.
    Carla vasconcelos curso educação infantil EL5503K

  25. A gravidez é um caminho longo a percorrer para os futuros papás. Afinal de contas são nove meses de espera pelo pequeno rebento.

    Nos dias de hoje a gravidez já não é só assunto de mulheres e são cada vez mais os homens que vivem intensamente as gravidezes das suas companheiras. E é assim que deve ser. De facto, alguns estudos revelam mesmo que a gravidez se torna uma experiência mais agradável quando os pais se envolvem de forma mais ativa na gravidez.

    Cláudia Silva, EL5912P, Educação Infantil

  26. Boa noite,

    Na minha opinião o papel do pai começa bem cedo, logo no inicio da gravidez.
    Para o pai a gravidez e significado de mudança, tanto a nível social, psicológico e emocional, mas nada consegue segurar a ansiedade de conhecer aquele ser que sera seu filho.Para que a mãe se sinta mais segura,o pai deve acompanha-la as consultas pré- natais, acompanha-la em todas as compras do enxoval e ate na visita a maternidade onde vai acorrer o parto.
    Nos momentos que antecedem o parto e durante o mesmo e bastante importante a presença do pai para dar apoio a mãe, tanto emocional como físico na hora do nascimento. Apos o nascimento, estabelecem-se laços muito fortes pois e onde acontece o primeiro contato físico com o bebe e por isso e super importante estarem la os dois progenitores.
    Aquando a ida para casa, o pai deve ajudar nas tarefas domesticas, para que a mãe consiga ter momentos de sossego, e ainda deve ajudar nos cuidados da criança, tais como, muda da fralda, alimentação, dar banho, vestir e mesmo embalar e deitar o bebe.
    Outra coisa fundamental, e a licença de paternidade, que faz com que o pai possa estar mais presente nos primeiros dias de vida do filho, e ainda poderá optar por ficar mais um mês apos a licença da mãe, e ai e o momento de grande ligação entre eles.
    A presença do pai em todos os estágios da primeira infância traz uma serie de benefícios, tanto para a criança,como para a família.
    O pai ao estar sempre presente vai fazer com que a criança se sinta mais segura de si, mais amada, mais acompanhada e principalmente feliz.
    Como pai, este poderá desenvolver bastantes atividades com o filho, como por exemplo, ler uma historia, brincar aos leggos, brincar no parque, desenhar, pintar, etc.
    Normalmente o pai estabelece um vinculo de tal maneira forte, que o filho acaba sempre por achar que ele e o seu super herói e melhor amigo.
    Em suma, os progenitores devem de acompanhar todos os momentos da vida do filho, pois todas as etapas passam rápido demais par serem descuidadas.

    Tania Rodrigues
    Curso de Puericultura
    EL6947R

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s